Cabeceira de Basto


 


     À margem do Rio Tâmega, encontra-se Cabeceiras de Basto, um dos mais antigos e históricos concelhos do Minho.

 

     Possui vários magníficos solares, datando dos séculos XVII, XVIII e XIX, e a que é considerada a estátua mais representiva da região, O Basto. Feita de granito e representando o corpo de um guerreiro, presume-se que foi construída antes da vinda dos romanos; porém, após as invasões napoleónicas, foi-lhe acrescentada, por brincadeira, a cabeça de um soldado francês. Todavia, a principal atracção de Cabeceiras de Basto é o antigo e esplendido Mosteiro de Refojos, com uma cúpula que se eleva a 33 metros de altura e estátuas dos Apóstolos e do arcanjo Miguel.

 

     Esta é uma terra antiga e, por isso, uma terra sábia, na qual convive o Minho e Trás-os-Montes. Muito rico em história, este concelho apresenta um vasto património paisagístico e arquitectónico, cunhado pelas marcas do tempo, pelos saberes e sabores tradicionais, testemunhos de um povo.

 

     Casas senhoriais, belas igrejas, moinhos e espigueiros, integram um vasto património edificado e paisagístico, onde a gastronomia é rica e ancestral, com sabor a campo, a pedra e a água, a frutas, azeite, pão e vinho verde da região.

     Cabeceiras de Basto situa-se num lugar estratégico, na qual é servida pela Auto-estrada A7 que atravessa o Norte de Portugal.

 

 


ANUNCIE O SEU
ESPAÇO

Saiba como podemos encontrar os convidados perfeitos para o seu negócio.