SOBRE A REGIÃO


 

    

 

     No Norte de Portugal foi onde nasceu o primeiro rei de Portugal , que depois estendeu o seu reino para sul, deixando uma enorme herança do passado, preservada ao longo dos séculos pelo nossos povos até aos nossos dias.

 

     A região Norte de Portugal, está subdividida nas sub-regiões do Litoral Norte (distritos de Viana do Castelo, Braga e Porto) e do Interior Norte (distritos de Vila Real e Bragança). Em termos geográficos, a Região do Norte, corresponde, aproximadamente, às antigas províncias do Entre-Douro e Minho e de Trás-os-Montes.

Ver Mais


     Estamos na rota mundial do Turismo e temos vindo cada vez mais a afirmar-nos no palco Mundial. Região de grande interesse Patrimonial e Cultural , de Beleza paisagística, de pessoas que sabem receber , povos que souberam preservar as suas tradições que se manifestam ao longo do ano e com atributos de uma Gastronomia  rica, acompanhada pelos excelentes vinhos da região . Os seus vinhos estão assinalados pela Rota dos Vinhos do Porto e mais a Norte pela Rota dos Vinhos Verdes .


  Atribuído pela Unesco, temos na nossa região e rede de "Património Mundial da Humanidade e Cultural" em Portugal, o Centro Histórico do Porto, o Centro Histórico de Guimarães e o Alto Douro Vinhateiro.


    O Porto e Norte de Portugal tem ganho nos últimos anos vários prémios de prestígio Internacional de importância Turística. 

 

 

 


   

 

   

    A nossa região tem ganho notoriedade de forma crescente,  a realização de grandes eventos Internacionais, como a Capital Europeia da Juventude em Braga,  a Capital Mundial da Cultura em Guimarães.

 

Ver Mais

 

    A  repetida atribuição de prémios á cidade do Porto , eleita em 2014, como o melhor destino turístico Europeu, classificada pela Unesco  como "Património Mundial da Cultura", fonte de inspiração para aqueles que o visitam, é de passagem obrigatória o Centro histórico do Porto, as Caves do Vinho do Porto no cais de Gaia e um passeio de barco no Rio Douro até ao Alto Douro Vinhateiro.

 

    Mais a Norte, Viana do Castelo é considerada uma das cidades mais bonitas do Norte de Portugal, beneficiando da sua geografia, a sua localização marítima, o Rio Lima, o centro histórico e o Santuário de Santa Luzia que se ergue a uma altitude de 300metros, observando numa vista deslumbrante, toda a Cidade, a foz do  rio Lima, o mar, a sua costa e as paisagens de serras, florestas e montanhas até se perder de vista.

 

O Parque Nacional da Peneda-Gerês é considerado pela Unesco "Reserva Mundial da Biosfera", é uma das maiores atrações Naturais de Portugal, com cerca de 70290Hectares de área protegida, impressionante beleza paisagística e valor ecológico, com variedade de Fauna e Flora . Área que se extende a Braga, Viana Do Castelo, Vila Real e Galícia em Espanha . Com uma importante  rota Romana, encontra um rico Património Cultural.

 

 

 

 

 

Pontos de Interesse - Região Norte de Portugal

 

Amarante (Porto)

 

Atravessada pelo rio Tâmega e rodeada de serras, esta bonita cidade exibe com orgulho as suas casas do século XVII, cujas varandas de madeira colorida enfeitam as ruas estreitas, os restaurantes com terraços debruçados sobre o rio ou a bela ponte de São Gonçalo, que conduz ao monumental mosteiro do século XVI com o nome do mesmo santo.

 

 

 

Barcelos (Braga)

     Cidade medieval rodeada por muralhas com um calabouço. Merecedores de uma visita são o Museu da Cerâmica, o Museu Arqueológico do Palácio dos Duques, a igreja da paróquia (Romano - Gótica), as igrejas do Terço, das Cruzes e o Convento Beneditino. Passeios: pelo antigo bairro Judeu ou pelas ruas com as suas casas medievais e solares de origem Barroca; passeios de barco: pelo rio Cávado.

 

 

 

Braga

    

      Bracara Augusta, como os romanos a baptizaram, foi fundada pelos Celtas em 300 a.C. e foi um centro administrativo romano em 27 a.C.. Braga combina muito bem a importância religiosa com a prosperidade comercial e industrial dos dias de hoje. Para visitar: a Catedral (séculos XII - XVIII), o Museu do Tesouro e de Arte Sagrada; o Museu do Palácio dos Biscainhos; e o Museu Dom Diogo de Sousa. Também merecedoras de uma visita são as igrejas da Misericórdia (Renascimento), do Pópulo (séculos XVII - XVIII) e da Nossa Senhora Branca (século XVIII). Nos arredores, a 5 km do centro da cidade, está situado o Santuário do Bom Jesus do Monte, com a sua imponente escadaria de estilo Barroco; o Santuário de Nossa Senhora do Sameiro; o antigo Mosteiro de Tibães, datando do período dos Suevos e reconstruído no século XI e a Igreja de São Frutuoso de Montélios (templo visigodo do século VII).

 

 

 

Bragança

     Cidade majestosa, com um castelo e com muralhas medievais, entre as quais está situada a Domus Municipalis, um exemplo único da arquitectura românica.

Deve-se fazer uma menção especial à Catedral (século XVI), à Igreja de Santa Maria, à Capela da Casa da Misericórdia, ao Convento e Igreja de Santa Clara (século XVI), ao Convento e Igreja de São Bento (séculos XVII e XVIII) e ao Museu Abade de Baçal. No Museu dos Caminhos de Ferro, estão expostas locomotivas e carruagens do século XIX.

 

 

 

Cabeceira de Basto (Braga) 

    Possui vários magníficos solares, datando dos séculos XVII, XVIII e XIX, e a que é considerada a estátua mais representiva da região, O Basto. Feita de granito e representando o corpo de um guerreiro, presume-se que foi construída antes da vinda dos romanos; porém, após as invasões napoleónicas, foi-lhe acrescentada, por brincadeira, a cabeça de um soldado francês. Todavia, a principal atracção de Cabeceiras de Basto é o antigo e esplendido Mosteiro de Refojos, com uma cúpula que se eleva a 33 metros de altura e estátuas dos Apóstolos e do arcanjo Miguel.

 

 

 

Caminha (Viana Do Castelo)

    A antiga vila fortificada de Caminha debruça-se sobre o rio Minho e é rica em património histórico e arquitectónico. A vila é atraente, com as suas casas senhoriais e muralhas defensivas que parecem sussurrar contos e lendas, a Igreja Matriz em estilo gótico e a simpática praça central com os seus cafés e esplanadas, a Torre do Relógio (século XV), o chafariz renascentista e o Solar dos Pitas, exibindo sete esplêndidas janelas manuelinas no piso superior.

 

 

 

 

Chaves (Vila Real)

Atravessando o rio Tâmega, a ponte romana é uma das imagens mais características da cidade. O castelo do século XIV alberga o Museu Arqueológico e de Epigrafia. Os fortes de São Francisco e de São Neutel (século XVIII), a Igreja da paróquia (de origem românica) e a Igreja da Misericórdia (Barroco) merecem uma visita. Repare nas janelas originais das casas da Rua Direita.

 

 

 

 

Freixo de Espada a Cinta (Bragança)

     É obrigatório visitar a Igreja Matriz, de estilo Manuelino e com um elaborado portal do século XVI que conduz o visitante a um interior deveras rico, o qual faz lembrar uma versão em ponto pequeno do Mosteiro dos Jerónimos, em Belém. Os painéis do retábulo são atribuídos ao brilhante artista Grão Vasco (1475-1540) e incluem uma belíssima "Anunciação". O pelourinho, também de estilo Manuelino, é um dos mais interessantes e bem conservados do país, e é também digna de interesse a Igreja da Misericórdia, com o seu nicho gótico sobre a porta principal.

 

 

 

 

Guimarães

    O local de nascimento de Portugal, com um castelo e muralhas medievais, alberga um centro histórico magnificamente bem preservado. Nos claustros da Igreja da Nossa Senhora da Oliveira está situado o Museu Alberto Sampaio; no claustro do Convento de São Domingos está situado o Museu Martins Sarmento; e no antigo Convento Dominicano está situado o Museu de Arte Sagrada. Também merecedores de uma menção especial: o palácio medieval dos Duques de Bragança (século XV), a Igreja de São Miguel (Romanesca), a Igreja de Santos Passos (Barroco) e o Mosteiro da Santa Marinha da Costa.

 

 

 

Melgaço (Viana Do Castelo)

    A pequena e tranquila vila de Melgaço cresceu em redor de uma fortaleza mandada construir por D. Afonso Henriques, o primeiro rei de Portugal (1139-85). O castelo, agora monumento nacional, tem uma imponente torre de menagem e domina o labirinto de velhas ruas e travessas que se entrecruzam no interior das muralha.

 

 

 

Mesão Frio (Vila Real)

     Merece ser visitada para admirar o velho pelourinho, a bela igreja matriz de São Nicolau (reconstruída em 1877, o tecto mantém os seus magníficos painéis do século XVI, cada um exibindo o retrato de um santo), ou os claustros do antigo Convento de São Francisco, do século XVIII, que agora abrigam os Paços do Concelho e o Posto de Turismo.

 

 

 

Mirandela (Bragança)

     Vale a pena visitar a Igreja Matriz setecentista e os Paços do Concelho, igualmente do século XVII, e que foram antes o Palácio dos Távoras (esta antiga e importante família foi acusada de tentativa de regicídio em 1759, e todos os traços da sua permanência aqui foram eliminados). O Santuário de Nossa Senhora do Amparo proporciona uma bela panorâmica dos arredores.

 

 

 

Mogadouro (Bragança)

    É possível admirar o pelourinho, a Igreja Matriz seiscentista (com uma torre do século XVII e a interessante decoração em talha dourada dos altares, do século XVIII), algumas casas brasonadas (embora não muito bem conservadas) e o Convento de São Francisco, dos séculos XVI e XVII e com pinturas dignas de registo.

 

 

 

Murça (Vila Real)

    Vale a pena admirar o magnífico pelourinho em frente dos Paços do Concelho, que era antigamente um convento de monjas beneditinas e que se situa perto da Igreja Matriz, construída entre 1707 e 1734. A fachada da Igreja da Misericórdia é igualmente digna de interesse.

 

 

 

Ponte de Barca (Viana Do Castelo)

O Jardim dos Poetas contém alguns dos principais monumentos e é um local ideal, juntamente com os parques à beira rio, para piqueniques e passeios, pela sua atmosfera tranquila e encanto bucólico.

 

 

 

Ponte de Lima (Viana Do Castelo)

Uma pequena e linda vila com uma ponte Romana e com torres medievais, conhecida pela grande concentração de solares antigos.

 

Porto

     A cidade mais importante do Norte emprestou o seu nome ao famoso vinho e a Portugal. Deve passear pelos seus bairros típicos (especialmente pela zona ribeirinha) e pela sua animada baixa. Para visitar: o Palácio da Bolsa, a Catedral Romano-Gótica, a Igreja da Cedofeita (Romanesca), a Torre e Igreja dos Clérigos (o ex-libris do Porto); a Igreja de São Francisco, de origem Romanesca com as suas gravuras douradas e a Igreja do Carmo com as suas fachadas em azulejo. Museus: Soares dos Reis, Casa de Serralves, Casa Museu de Guerra Junqueiro. Não deve deixar de visitar as adegas de Vila Nova de Gaia e de provar, gratuitamente, o famoso Vinho do Porto.

 

 

 

Santo Tirso (Porto)

    Cresceu em redor do antigo mosteiro de São Bento, fundado pelos monges beneditinos no século VIII, mais tarde reconstruído e depois submetido a profundas alterações no século XVII. O mosteiro é agora uma escola agrícola e também abriga o pequeno Museu Abade Pedrosa, com achados arqueológicos da região, como machados de pedra e peças de cerâmica.

 

Póvoa de Varzim

     As origens do povoamento da Póvoa de Varzim datam de cerca 200 000 a.C., durante o Paleolítico inferior.

Este concelho é um dos mais ricos em termos históricos, devido à quantidade de achados que comprovam a presença de diversos povos pré-românicos e pós-românicos. Estes povos fixaram-se devido a esta cidade estar localizada num dos melhores portos naturais portugueses, que permitiu o comércio marítimo e o desenvolvimento das artes piscatórias, que consequentemente tornou esta região um das mais povoada do norte de Portugal.

 

 

Torre de Montecorvo (Bragança)

    A vila orgulha-se das suas ruas de traçado medieval e, sobretudo, da magnífica Igreja Matriz, do século XVI, com o seu retábulo setecentista que exibe cenas da vida de Cristo. Do castelo, ficaram restos da muralha e o curioso Arco da Senhora dos Remédios.

 

 

 

Viana do Castelo

    Espalhada pela margem norte do estuário do rio Lima (onde pode passear em barcos típicos), esta cidade é famosa pelo seu artesanato e pelo colorido vestuário regional. Merecedores de uma menção especial: a igreja da paróquia, os antigos Paços do Conselho (ambos de origem gótica), a Casa da Misericórdia (Renascimento, com um tesouro de arte sagrada), a medieval Casa dos Arcos, o Convento de Santa Ana (século XVI) e o Museu Regional. Na zona alta está situado o Santuário de Santa Luzia de onde se tem uma vista fantástica da cidade, do rio e do oceano.

 

 

 

Vila do Conde (Porto)

     Antigo estaleiro medieval. Locais de interesse arquitectónico: a igreja da paróquia (Manuelina), o Convento de Santa Clara (século XVIII), a Igreja da Misericórdia (Renascimento), o Aqueduto e a Fortaleza de São João, O Baptista. Esta cidade é também conhecida pela sua renda.

 

 

 

Vila Praia de Âncora (Viana Do Castelo)

    No coração do lindo jardim que é o Minho, um local perfeito entre o mar, o campo, os rios e as montanhas. A região tem muitos vestígios megalíticos, castelos e fortalezas.

 

 

 

Vila Nova de Cerveira (Viana Do Castelo)

    Aninhada entre muralhas, Vila Nova de Cerveira foi criada em 1320 pelo rei D. Dinis, monarca que também dá o nome à magnífica pousada instalada na fortaleza do século XVI. Vale a pena visitar a Igreja Matriz e a capela da Misericórdia.

 

 

 

Vila Pouca de Aguiar (Vila Real)

    Uma cidade antiga, exibe várias casas e mansões interessantes, como a Casa do Cimo da Rua . No sopé da montanha Padrela, inserido na paisagem verde, o pequeno e gracioso Santuário de Nossa Senhora da Conceição oferece um belíssimo panorama da cidade e das planícies férteis do vale de Aguiar. Vila Real Uma cidade com uma grande diversidade arquitectural relacionada com a religião: a Catedral e a Capela de São Brás (Gótico); as igrejas de São Pedro e da Misericórdia (século XVI), São Dinis e Capela Nova (Barroco) e a Igreja dos Clérigos. Também vale a pena visitar o famoso Palácio Mateus, uma obra de arte do Barroco, onde se realizam, actualmente, os acontecimentos culturais.

 

Vimioso (Bragança)

     Nesta região remota e agreste, Vimioso foi um ponto de defesa fronteiriça nos primórdios da nação. Na vila, quase nada resta do castelo, mas vale a pena admirar a fachada típica da Igreja Matriz (concluída em 1570), com duas torres e um tecto magnífico no interior, o Pelourinho e as casas brasonadas. Outros Locais de Interesse: Arcos de Valdevez (Viana Do Castelo); Marco de Canavezes (Porto); Miranda do Douro (Bragança); Valença do Minho (Viana Do Castelo); Vieira do Minho (Braga).

 

 

 

 

 


 

NATUREZA:

 

 

    A região tem uma multiplicidade de paisagens , diversos ecossistemas: marítimo, fluvial e terrestre. Rica em espaços naturais, com montanhas e campos, longos areais de rios e praias, variedade e riqueza da fauna e da flora.

 

     Da Fauna destaca-se a presença, nas áreas de montanha, do javali, do veado, do texugo, do lobo, da águia-real, do milhafre-real, do falcão e as raças autóctones desta região: Garrana, Barrosã, Cachena e o Porco Bísaro.

     Nos rios abundam o sável, a lampreia e a truta entre outras espécies piscícolas que constituem um enorme potencial na gastronomia local e na valorização da paisagem.

 



PASSEIOS:

  Parque Natural de Montesinho (Bragança);

  Parque Nacional Peneda Gerês;

  Parque Natural do Litoral Norte (Esposende em Braga);

  Parque Natural da Serra do Alvão (Vila Real);

  Parque Natural do Douro Internacional (Mogadouro).


  Paisagem protegida do Corno do Bico (Paredes de Coura - Viana Do Castelo);

  Paisagem protegida de Lagoas de Berlindas e S.Pedro de Arcos;

  (Ponte de Lima - Viana Do Castelo)

  Paisagem protegida da Albufeira do Azinho (Macedo Cavaleiros - Porto).


  Vale do Douro;

  Geoparque de Arouca;

  Rota dos Vinhos do "Porto" e do "Douro";

  Rota dos Vinhos Verdes.


 


    Os Aeroportos do Porto, de Vigo e de Santiago de Compostela em Espanha ,servem como porta de entrada dos Turistas vindos de todo o mundo. A nossa excelente rede rodoviária permite deslocar-se com facilidade a qualquer ponto da nossa região.



 

 

  

  

 


 

O Norte do País é montanhoso. A Norte do Douro encontram-se as serras da Peneda com cerca de (1407m) , Soajo (1411m) , Gerês (1533m), Marão (1399m) . A região de Trás-os-montes e Alto Douro é a região mais montanhosa .

O clima é Mediterrânico , mantem-se ameno todo o ano. O Nordeste interior é o  mais húmido , com temperaturas médias mais baixas que no Sul do País, sobretudo nas zonas mais altas, enquanto que nas zonas mais baixas, no vale do Douro, registam-se os valores mais altos, semelhantes aos do sul do País, com média anual de 16,9ºc. No Litoral Norte, a Noroeste do País , o clima é mediterrânico, com influência marítima e possui verões moderados , situados nos 26 a 31ºc. As precipitações ocorrem mais na região Norte de Portugal, com principal incidência nos meses de Dezembro, Janeiro e Fevereiro, sendo assim um excelente destino para todas as estações.

Rica em Património histórico, cultural e paisagístico, e marcada por atividades onde as tradições e costumes estão presentes todo o ano, esta região faz as delícias dos mais jovens aos mais idosos .


 

 

  


Com a simplicidade e simpatia que caracteriza o nosso povo, sabemos receber quem nos visita. Com a nossa variada oferta turística conseguimos reunir todas as condições para um destino Turístico de qualidade, seja para curtas ou longas estadias.

Ver Mais

A nossa Gastronomia e os nossos bons Vinhos, a nossa Cultura e História, o artesanato e os sabores locais, as festas que marcam todo o ano, as tradições, os parques e reservas naturais, uma paisagem constituída por florestas, montanhas, campos, rios, lagoas, cascatas e mar, marcado pelo verde e azul, são um forte motivo para que nos venha visitar.

Se procura boa alimentação, beber bons vinhos e provar pratos Gourmet. Se gosta de passear na natureza a pé, de comboio ou de barco, visitar museus, mosteiros, catedrais, igrejas, visitar as nossas feiras de Gastronomia e artesanatos, estas decorrem diversas vezes ao ano, nos diferentes locais.


 

 

 

Se é amante da região do Douro e gostava de nos visitar de cruzeiro, se tenciona ter um verdadeiro contato com a natureza, aprecia aventura, BTT, romantismo, diversão, desporto ao ar livre, tudo isto é possível no Parque Natural da Peneda Gerês. Se por outro lado procura o contacto com as nossas termas, somos a melhor opção para as suas novas experiências, com uma ótima relação qualidade/preço.

Ver Mais

 

Através da nossa plataforma ,a Finestdestination.com coloca à sua disposição todos os intervenientes do Setor Turístico da região Norte de Portugal, onde organizamos de forma articulada toda a nossa oferta Turística, assegurando desta forma que seja vista e apreciada em todo o mundo.

Propomos na nossa companhia uma visita à descoberta de uma terra mágica e cheia de surpresas, queremos que a sua visita seja uma experiência única.

ANUNCIE O SEU
ESPAÇO

Saiba como podemos encontrar os convidados perfeitos para o seu negócio.