GASTRONOMIA E SABORES


 

 

 

    Temos razões para nos sentirmos orgulhosos e ânsia de poder partilhar com os outros os sabores e saberes da nossa região com identidade própria. As variadas formas de confeção dos nossos produtos locais, torna a nossa região rica em paladares e aromas, a nossa gastronomia combina na perfeição com os nossos vinhos, região onde cozinhar e fazer vinho é uma arte. A nossa Gastronomia e vinhos tem-se revelado ao longo dos anos um símbolo e polo de atração Turístico.

Ler Mais

 

 

     Na região da Costa Verde, podemos encontrar em qualquer parte da região, os deliciosos pratos típicos do norte, como o caldo verde, o bacalhau, os rojões,o pato com arroz, entre outros pratos regionais.Em Viana do Castelo, o arroz com bacalhau e o polvo à Margarida da Praça. Em Caminha, o eiroz cozido e o sargo. Em Paredes de Coura, o bacalhau à Miquelina; em Monção, o cabrito assado, o sável e a lampreia; em Melgaço, os presuntos; no Porto, a famosa tripa.

 

 

     Nas sobremesas, podemos saborear ricos e variados doces confecionados, tradicionalmente, pelas freiras - "São Gonçalo" e "papos de anjo", o "doce de travessa", o "arroz doce" e a "aletria", as "rabanadas", os "sonhos" e os "mexidos", o delicioso "pão de ló" e os doces à base de gema de ovo e de massa de amêndoa. Quantos a bebidas, os vinhos do Porto e os vinhos Verdes são o máximo.

 

 

Estudos diversos indicam que Portugal é o país "mediterrânico" que menos alterou os seus hábitos alimentares tradicionais.

 

 

 

 

 

No pão, a broa de milho, é típica do Norte de Portugal, junto ao Porto, a "broa de Avintes"

Ler Mais

 

é célebre, a "fogaça", a "rosca" ,pão vulgarmente utilizado no norte, as "Caralhotas" de Almeirim (pães redondos e de tamanho médio, especialmente apreciados quando acabados de sair do forno), o pão-com-chouriço (frequente em feiras e festas, onde é consumido quente, cozendo no forno com o chouriço já no seu interior), os "folares" (próprios da Páscoa) . No norte de Portugal, há ainda a referir as "bolas" que tanto podem significar grandes pães com carne misturada (em Trás-os-Montes) ou pães baixos, redondos e compactos servidos com sardinhas ou carne (como acontece em algumas partes do Minho), como o Folar de Chaves.

 

O azeite é o alimento indicado para a dieta dos Portugueses, principalmente utilizado como condimento nas sopas de legumes, no bacalhau assado e cozido

Ler Mais

 

onde é acompanhado com bastante alho.... Mesmo na doçaria, o azeite também se faz presente, em diversas "broas de azeite". As batatas cozidas, servidas juntamente com diversos pratos, como peixes grelhados, são geralmente regadas com azeite.

Grande parte dos pratos começam por ser preparados a partir de um "refogado" de cebola e/ou alho, em azeite.

 

Portugal orgulha-se especialmente dos seus vinhos que também apresentam uma grande variedade, consoante a região onde são produzidos. Os vinhos generosos, de alto teor alcoólico e sabor geralmente doce  incluem o vinho do Porto, entre outras variedades,

Ler Mais

 

As regiões produtoras de vinho no Minho ,são demarcada pelo Vinho verde, que remonta a 1908. O Vinho Verde é único no mundo, naturalmente leve e fresco, produzido na província do Minho, no noroeste de Portugal, uma região costeira geograficamente bem localizada para a produção de excelentes vinhos brancos. Berço da carismática casta Alvarinho e produtora de vinhos de lote únicos, a Região dos Vinhos Verdes oferece um conjunto ímpar de vinhos muito gastronómicos. Existe o vinho verde tinto , mais consumido no Minho, vinho verde rosado e vinho verde branco.

 

Vinho do Porto , provenientes da Região Demarcada do Douro, que é um vinho natural e fortificado, produzido exclusivamente a partir de uvas tintas, a cerca de 100 km a leste da cidade do Porto, a Régua e Pinhão são os principais centros de produção, mas algumas das melhores vinhas ficam na zona mais a leste e armazenada nas caves de Vila Nova de Gaia.  Esta bebida alcoólica ficou conhecida a partir da segunda metade do século XVII por ser exportada para todo o mundo a partir desta cidade. Vila Nova de Gaia é o local com maior concentração de álcool por metro quadrado do mundo.

 

 

 

 

As Sopas e cozidos

Os produtos hortícolas são muito utilizados para diversos fins: saladas, sopas de legumes, cozidos.

Ler Mais

 

O caldo verde, composto por puré de batata e couve-galega cortada em tiras muito finas, com rodelas de chouriço é talvez a mais famosa das sopas portuguesas.

 O cozido à portuguesa, é considerado por muitos como o prato nacional, é composto por uma grande diversidade de ingredientes cozidos em água abundante , como ingredientes as diversas qualidades de couve ,batatas, feijão, cabeças de nabo, cenoura, enchidos ,chouriços, farinheiras, carnes de porco, de frango.

 

Os Chouriços , Enchidos e Carnes no Norte de Portugal, apresentam grande variedade , a confecção de enchidos à base de pão e carne de galinha, denominadas alheiras. O chouriço é um enchido preparado com carne e gordura de porco, com temperos, variam consoante a região .Esses chouriços são utilizado em pratos típicos do Norte , como é o caso do Cozido á Portuguesa, Tripas á moda do Porto, Arroz de Sarrabulho, Papas de Sarrabulho, A Posta a Barrosã , típico de Trás os Montes, Cabrito á Serra de Arga e Transmontano , Cabrito ou Anho Assado, Rojões à Moda do Minho ,embora seja pratos importantes em algumas zonas do território, podem ser encontrados em qualquer ponto da região do Norte de Portugal.  

 

 

 

 

O Peixe e marisco , É reconhecido , pela qualidade do peixe da nossa Costa

Além da célebre sardinha portuguesa, o bacalhau, pescado em águas mais frias e afastadas, são os peixes mais usados pela cozinha lusitana.

Ler Mais

 

 O bacalhau foi introduzido na alimentação inicialmente pelos portugueses, que durante as grandes pescarias, já realizavam o processo comum de salga do pescado desde o século XIV, época das grandes navegações. Devido ao seu elevado consumo em Portugal, pode ser encontrado praticamente em qualquer restaurante do País, e é confecionado de diversas formas, seja cozido com batatas, frito ou assado, os mais conhecidos são o Bacalhão á Brás, Bacalhão á Zé do Pipo, Bacalhão á Gomes de Sá, Bacalhão á Lagareiro, Bolinhos de Bacalhão, Bacalhão á Luziamar. A Lampreia também é um prato típico do Minho,  Lampreia á moda do Minho.

Não nos podemos esquecer, contudo, da grande variedade de mariscos, sem ser de viveiro, como o berbigão, o mexilhão, as conquilhas, etc. As amêijoas são utilizadas não só como principal iguaria, ao natural ou à Bulhão Pato, mas também a acompanhar outras, como na carne de porco à alentejana. Existe ainda uma grande variedade de receitas de açordas e feijoadas de marisco.

 

As Doçarias mais conhecidas da nossa região , são as Rebanadas , o Arroz Doce, Leite Creme,

Ler Mais

 

O pudim, A maça assada, Pêra bêbeda, Aletria com ovos, Cavaca Minhota, Foguetes de Amarante, Mexidos de ovos com amêndoa, Pão de Ló...

 

    Os nossos queijos produzidos nas serras transmontanas, o presunto do Barroso, chouriços de Vinhais e Miranda e Montalegre, cordeiro de Montalegre e Bragança, Cabrito Transmontano, Cabrito das Terras do Minho, Borrego Terrincho, carne Cachena da Peneda, carne Barrosã de Arouquesa e Mirandesa e ainda o mel, a castanha, o azeite do Douro e Trás-os-Montes, Amêndoa do Douro , são alguns exemplares dos nossos sabores típicos do Norte.

 

 

 

ANUNCIE O SEU
ESPAÇO

Saiba como podemos encontrar os convidados perfeitos para o seu negócio.